Pare de se automedicar em caso de dor

Mulher colocando vários remédios na boca

Mais de 76% dos brasileiros têm o hábito de se automedicar. Você também comete este erro quando sente dor? Entenda porque você não deve seguir a maioria da população.

No momento em que você sente dor, o que você faz? Consulta algum familiar ou amigo e, caso eles não saibam qual o remédio milagroso que vai solucionar o seu problema, você recorre ao “doutor Google”?

Se a resposta foi sim, saiba que você não está sozinho. O Brasil é líder na automedicação. De acordo com uma pesquisa realizada pelo ICTQ (Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade), mais de 76% da população brasileira consome remédios por indicação de amigos ou da família. Deste total, 40% costuma se automedicar por meio de pesquisas feitas pela internet.

Números bastante preocupantes. Já que mascarar a dor, de fato, não é a solução. Não “apague” a dor com medicação, afinal, ela pode ser o sinal de que ainda existe um problema.

Tratar as dores nas costas de maneira paliativa, através do uso de analgésicos e anti-inflamatórios, por exemplo, pode ser bastante arriscado. A automedicação apenas esconde a dor, prejudicando o tratamento correto da causa do problema, além de poder fazer mal à sua saúde.

O maior problema relacionado a essas dores é um tratamento mal feito. Com isso, as dores se perpetuam ou se tornam constantes e frequentes, afetando diversas estruturas.

Se automedicar apenas alivia a dor por algum tempo, porém, se não tratar a raiz do problema, ela se torna crônica.

Por isso, mesmo após inúmeras doses, os resultados não são satisfatórios. É muito comum as pessoas ficarem tomando um determinado remédio e a dor continuar. Assim, elas começam a achar que ter dor é normal, mas ter dor com frequência, na verdade, não é nada normal!

Dor ciática não é doença, mas sintoma: se automedicar podem não resolver!

Recebi uma mensagem de uma pessoa na página do Facebook do ITC Vertebral Jundiaí que relatou que tem dor no nervo ciático e que vive só à base de remédios. Infelizmente, essa é uma queixa bastante comum dos pacientes que me procuram.

A dor ciática é quando o sintoma irradia para o glúteo e ou perna, podendo chegar até o pé.

Várias são as causas desse sintoma que precisa ser investigado e não apenas camuflado pela automedicação. Somente mascarar o problema possivelmente vai produzir novas recorrências da dor.

Em casos como esse, mesmo quando a pessoa resolve automedicar para sanar a dor, com quase toda certeza, vai voltar. Por isso, é imprescindível consultar um especialista em coluna.

Não há melhor remédio do que tratar a causa do seu problema. Saiba que é possível viver sem dor, sem cirurgia e sem medicação.

Espero que essas informações tenham ajudado!

Se você tem alguma dúvida, pode me escrever em minha página no Facebook e Instagram: itcvertebraljundiai e @itcvertebral.jundiai ou pelo nosso site.