Verdade ou mito? Descubra tudo sobre dor nas costas

mulher com as mãos nas costas sentindo dor

As dores na coluna são queixas frequentes nos consultórios de fisioterapia. Mas antes de chegar até aqui, as pessoas consultam fontes não confiáveis disponíveis na internet, amigos e outras pessoas sem conhecimento científico sobre o assunto. Isso acabou popularizando algumas fake news acerca do tema. Então, conheça alguns deles e descubra se são verdade ou mito:

1.Quem fuma pode ter mais dores nas costas? 

Verdade! Quase todo mundo sabe que o cigarro tem efeitos ruins em relação a doenças cardíacas, câncer e até problemas neurológicos. Mas poucas pessoas sabem sua relação com a dor nas costas.

Estudos têm demonstrado que o tabagismo pode aumentar as dores vasculares e articulares. Além disso, quando associado ao processo de envelhecimento aumenta as chances de desenvolver doenças articulares, como artrite, artrite reumatoide e osteo artrite. Além disso, pesquisas científicas mostraram uma relação entre tabagismo e o aumento da dor lombar. relação entre o tabagismo e o aumento da dor lombar, das doenças do disco-intervertebral e complicações pós-operatórias, após cirurgia de coluna.

2. Verdade ou mito? Para não ter dor nas costas, o sapato deve sempre ter um saltinho?

Mito! Existem algumas pessoas que não conseguem usar rasteirinha e outras pessoas só conseguem usar sapatos que tenham um saltinho mínimo. Isso acontece porque existe um desequilíbrio muscular articular. Ou seja, um encurtamento da cadeia muscular da região posterior do corpo – musculatura da coluna, dos glúteos, dos joelhos e principalmente da musculatura e pés.

O ideal não é ajustar esse desequilíbrio colocando um saltinho para não ter dor, mas sim, tratar esse desequilíbrio. Se é o seu caso, procure um fisioterapeuta especialista, pois isso pode ser resolvido.

3. Quem tem o hábito de fazer corrida tem mais chances de ter hérnia de disco? 

Mito! Já tivemos muitos pacientes que chegaram ao consultório com diagnóstico de hérnia de disco e pararam de correr. Mas, em 2017, um artigo muito importante foi publicado, desmontando que a carga axial repetida na coluna durante a corrida em indivíduos saudáveis pode ser benéfica para os discos. E comparando os discos das pessoas que correm, eles são mais hipertrofiados do que o dos sedentários.

Demonstrou, também, que em média 7KM/h seria a zona ideal de impacto e favorece melhores propriedades aos discos intervertebrais.

Entretanto, o paciente que já teve uma lesão de hérnia de disco precisa fazer o tratamento adequado para, no momento certo, o profissional liberá-lo para correr com as orientações adequadas.

4. É preciso exames de imagem para diagnosticar ou confirmar o diagnóstico de dor na coluna?

Mito! Na grande maioria das vezes, uma avaliação clínica que é, a anamnese e um exame físico bem elaborado, é capaz de determinar o diagnóstico. Os exames de imagem são ditos complementares, eles devem ser sempre precedidos de uma boa avaliação do caso, realizada pelo profissional em consultório.

5. Verdade ou mito? Depressão e estresse podem causar dor nas costas? 

Verdade! Sim, não só dor nas costas como dor nas articulações. É importante entender que o estresse gera uma tensão emocional que não está sendo bem administrada ou tolerada. Por ser um composto de emoções, o estresse ativa áreas do cérebro responsáveis pela percepção da dor.

Assim como a depressão, sentimentos e emoções negativas podem facilitar a liberação de substâncias inflamatórias e produzir dores musculares e articulares.

Por isso a pessoa fica mais sensível, pois o sistema fica alterado. Com isso, é possível sentir dor sem apresentar nenhuma lesão e o pior, essa dor persiste e se torna uma dor crônica. Felizmente, através de um acompanhamento profissional é possível mudar essa situação, afinal “Para toda dor existe um tratamento”.

6. Dor nas costas piora com a idade?

Verdade ou mito? VERDADE! É fato que vamos envelhecendo e, assim, alguns tecidos da coluna vão envelhecendo também. Por isso, apresentam desidratação e desgastes. O que é natural, concorda?

A grande maioria dos idosos, são inativos fisicamente, e isto é um dos principais fatores de risco para o surgimento de diversas doenças e de dores corporais, a prática regular de atividades físicas pode favorecer a saúde destes idosos.

O que acontece, é que as pessoas de idade mais avançada por medo de sentir dor ou falta do hábito de se exercitar, apresentando uma barreira para a prática de atividades físicas regulares.

Acreditamos que toda dor tem um tratamento, seja em qualquer idade. E, além disso, torcemos e acreditamos que as próximas gerações serão diferentes, vão se tratar e querer viver bem e sem dor.

7. Verdade ou mito? Tenho hérnia de disco, se eu não fizer cirurgia vou ficar na cadeira de rodas?

Mito! Quero te perguntar: Você conhece alguém ou já ouviu falar de alguma pessoa que está em uma cadeira de rodas por causa de hérnia de disco e que não foi operada?

Provavelmente não! É preciso que você saiba que 95% das hérnias de disco não são cirúrgicas, e paralelo a este mito existe outro, que diz que a dor só melhora se fizer a cirurgia.

Afinal, se a dor não está melhorando é por não estar sendo feito o tratamento adequado, e 95% das dores – seja por hérnia de disco, protrusão degeneração, bico de papagaio ou desgastes – podem ser controladas com tratamento corretos.

Atenção: “não existe um tratamento único para todos tipos de dor”. Por isso você precisa sempre procurar um profissional que tenha uma visão atualizada, especialista e referência no assunto.