Dor crônica: descubra o que é e como tratar

O ciclo da Dor Crônica

Atualmente, 37% das pessoas têm dor crônica e, por isso, este problema é considerado uma doença. E para quem não sabe, dor crônica é aquela dor que você tem a mais de 3 meses e não passa. Essa dor te leva a o paciente a consumir muitos remédios ou trocar várias vezes de profissional buscando ajuda e sem sucesso.

Como a dor crônica interfere na vida do paciente

Esse tipo de dor afeta o dia a dia de pessoa, já que aumenta a irritabilidade, impede uma boa noite de sono e frustra constantemente. Afinal, sempre gera expectativa de um tratamento e o tratamento não tem efeito.

Devido a alta complexidade da dor crônica, esse paciente começa buscar ajuda, começa a evitar sair de casa, a ficar sentado por muito tempo para evitar a dor e, depois começa a ficar só deitado por encontrar mais conforto. O resultado disso? Atrofia da musculatura da coluna e do corpo todo e além disso, o paciente começa a se privar de viver por conta da dor.

O nosso corpo e a dor

Em nosso cérebro existe um lugar chamado córtex, que é responsável pelo sistema da dor. Ligados ao córtex existem neurônios e terminações nervosas espalhadas por todo corpo. Essas terminações atuam de forma semelhante a um semáforo. Ou seja, ele nos avisa: a luz verde significa tranquilidade, a luz amarela significa que o cérebro está em atenção (preocupação) e a luz vermelha significa perigo.

Mas esse sistema pode estar desregulado e levar o paciente a sentir mais dor do que realmente sentiria.

A dor é uma alerta interno para avisar de algum perigo ou que alguma coisa está errada em alguma parte do corpo. Por exemplo: se você encostar o braço em uma panela quente e imediatamente você tirar o braço, a dor impediu que você mantivesse o seu braço encostado você se queimasse mais.

O nosso corpo tem a capacidade de autocura, ou seja, se você se cortar, em algumas semanas esse corte estará cicatrizado. Se você quebrar um osso, em 8 a 12 semanas ele já estará calcificado, e a mesma coisa acontece quando você tem uma lesão na coluna, em até 12 semanas em 95% dos casos essa lesão também cicatriza.

Entretanto, alguns pacientes que por não tratar devidamente a causa da dor, continuam tomando remédios por tempo prolongado, fazendo alterar o sistema sistema da dor – como anti inflamatórios, sem ter mais a dor por inflamação.

Por esse motivo, o problema continua, e o cérebro acaba montando um cenário achando que tudo é perigoso. Além disso, muitas crenças e mitos são formados e informações catastróficas soam como perigo para o cérebro e mais limitações são geradas.

O ciclo da dor crônica formado: 

Pelo seu sistema da dor estar desregulado: alerta constante, se vê perigo em tudo, começa a achar que ficar em pé machuca e até mesmo caminhar machuca.

Por causa do longo período com dor, ficando mais tempo parado e os músculos atrofiando, ao se movimentar, gera fadiga por muito pouco e essa fadiga produz dor. 

Quanto mais tempo parado, menor a circulação sanguínea. Ou seja, os músculos vão atrofiando e realmente que acaba ficando mais fraco e não consegue sustentar a sua coluna nem a sua postura por muito tempo, mesmo já não tendo mais nenhuma lesão.

O que a ciência diz?

Atualmente existem pesquisas científicas que comprovam que muitas pessoas que antes não tinham dor, fizeram exames de imagem por rotina que detectaram a presença de uma hérnia, protusão discal ou bico de papagaio. E acredite, isso é normal, todo mundo tem. Entretanto, isso não obrigatoriamente é uma doença que produz dor. Mas, se você acreditar que isso é ruim, muito provavelmente produzirá.

A dor crônica é um problema biopsicossocial, como aponta a pesquisa, e isso provoca vários problemas.

Tratamentos para dor crônica

Os pacientes que têm dor crônica são muitos ansiosos, pessimistas e sofrem por antecedência. Mas, e se a gente começar a perder o medo? E se a gente começar a acreditar no que estamos falando? Levar coisas positivas para o cérebro e abandonar as crenças negativas que estão te limitando?  Afinal, continuar fazendo as mesmas coisas que até hoje não trouxeram resultado continuará não dando resultado.

Se você ficar em uma postura por muito tempo, os seus músculos vão ficar contraídos e rígidos, por tanto, o músculo ficará tenso, e depois de muito tempo vai começar a doer, e essa dor é real, mas não quer dizer que você tem alguma lesão.

Quer se livrar da dor crônica? Tem que desarmar, não ficar hipervigilante, solte o freio de mão e relaxe. E, claro, conte com a gente do ITC Vertebral Jundiaí para te ajudar a eliminar a causa deste problema.